VIDEOS JUDAICOS

Loading...

Prestigie a Mídia Judaica

BB Press, De Olho na Mídia, Dvarim, glorinhacohen.com, Hebraica, Hora Israelita, Jornal Alef, Le Haim, Morashá, Mosaico na TV, netjudaica.com, Nosso Jornal, Notícias da Rua Judaica, Pletz.com, Revista Israel, Revista 18, Revista Judaica, Shalom, Shalom Brasil, Tribuna Judaica, Tropicasher, TV Tova, Visão Judaica, www.chabad.org.br

09/11/1938 - Kristallnacht 70 anos

Loading...
Documentário inédito: Kristallnacht 70 anos (A Noite das Vidraças Quebradas). produzido pelo Departamento de Comunicação da FIERJ - Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro, fruto de dois anos de pesquisas de imagens e digitalização, reunindo um número sem precedentes de imagens dos dias 9, 10 e 11 de novembro de 1938, mais de10 minutos de fotos e filmes, pemitindo ter uma nova leitura sobre o que aconteceu com nossos irmãos na Alemanha, Áustria e Tchecoslováquia. Em geral tudo o que se encontra sobre a Kristallnacht se resume a uma ou outra foto bem "batida" e algumas linhas de texto e narração, como se fora um episódio menor na história da Shoá, (Holocausto) e não a marca trágica de seu início. Mas aqui, Você verá um grande número de sinagogas atacadas, agora identificadas por nome ou localização, além de imagens impressionantes de milhares de homens judeus presos no dia 10, e a inequívoca primeira página do New York Times do dia 11 mostrando a tragédia em Viena. Uma das nossas características como povo é não permitir o esquecimento.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

EMOCIONADA RESPOSTA AO “BOLETIM DA ASA”



Sou médico, brasileiro, residindo em Israel. Era pacifista e à favor de um Estado Palestino. Juntava-me com a esquerda israelense e ia para os sinais em protesto à guerra e à favor de um Estado Palestino. As explosões de terroristas em Israel tornaram insuportável viver aqui com segurança. Depois veio a "Intifada" árabe que colocou-me em frente com árabes que saíram para os cruzamentos, como eu fazia antes, só que com pedras nas mãos e coquetel Molotov para atacar, e não para protestar. Então entendi que com árabes muçulmanos fanáticos, que fecharam as estradas em Israel, jogaram pedras, tinham um objetivo: tornar Israel um país palestino!!! Agora temos um problema maior que é o Hamas na faixa de Gaza, que tem como objetivo Jerusalém como capital de um país palestino, e a não existência de Israel.

Hoje, meu filho menor de 19 anos, comandante de tanque, que fica esperando o fim-de-semana para retornar à casa, para nos abraçar, comer a comida da mamãe, ver a namorada e sair para se divertir, está sentado num tanque no frio e na chuva, na fronteira da Faixa de Gaza, para defender o direito dos residentes do sul do pais viverem tranqüilos em suas casa. Saiu a noticia a pouco publicada na internet: O ataque aéreo matou Nizar Rayyan e mais quatro pessoas, incluindo membros de sua família, informou o Hamas.



Rayyan era declaradamente um defensor de novos ataques suicidas contra o Estado judaico. Este terrorista enviou seu filho, há três anos, para um ataque suicida em Askelon quando morreram trabalhadores do porto. Acredito que os restantes membros da família dele, que morreram neste ataque aéreo de Israel, também enviaram outros terroristas-bomba para Israel. Isto tudo porque atacamos fanáticos que sonham com o aniquilamento do Estado de Israel.

Só espero que meu filho retorne em paz e com saúde, pois não o enviei para explodir-se contra habitantes indefesos, como fazem os fanáticos da Hamas.

Sergio Tyszler

Médico brasileiro residente em Israel.

NR- O Boletim da ASA é publicado pela Associação Scholem Aleichem do RJ.

Reproduzido de: Notícias da Rua Judaica - edição 102 - Domingo, 04 de Janeiro de 2009


Nenhum comentário: