VIDEOS JUDAICOS

Loading...

Prestigie a Mídia Judaica

BB Press, De Olho na Mídia, Dvarim, glorinhacohen.com, Hebraica, Hora Israelita, Jornal Alef, Le Haim, Morashá, Mosaico na TV, netjudaica.com, Nosso Jornal, Notícias da Rua Judaica, Pletz.com, Revista Israel, Revista 18, Revista Judaica, Shalom, Shalom Brasil, Tribuna Judaica, Tropicasher, TV Tova, Visão Judaica, www.chabad.org.br

09/11/1938 - Kristallnacht 70 anos

Loading...
Documentário inédito: Kristallnacht 70 anos (A Noite das Vidraças Quebradas). produzido pelo Departamento de Comunicação da FIERJ - Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro, fruto de dois anos de pesquisas de imagens e digitalização, reunindo um número sem precedentes de imagens dos dias 9, 10 e 11 de novembro de 1938, mais de10 minutos de fotos e filmes, pemitindo ter uma nova leitura sobre o que aconteceu com nossos irmãos na Alemanha, Áustria e Tchecoslováquia. Em geral tudo o que se encontra sobre a Kristallnacht se resume a uma ou outra foto bem "batida" e algumas linhas de texto e narração, como se fora um episódio menor na história da Shoá, (Holocausto) e não a marca trágica de seu início. Mas aqui, Você verá um grande número de sinagogas atacadas, agora identificadas por nome ou localização, além de imagens impressionantes de milhares de homens judeus presos no dia 10, e a inequívoca primeira página do New York Times do dia 11 mostrando a tragédia em Viena. Uma das nossas características como povo é não permitir o esquecimento.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Osias Wurman: QUIMIOTERAPIA EM GAZA



Osias Wurman
Jornalista


QUIMIOTERAPIA EM GAZA

O terror é como um câncer social. Como tal, deve ser tratado da mesma forma que a doença: terapia radical com os indesejáveis efeitos colaterais. O objetivo principal é salvar o paciente, mesmo que, durante o tratamento, tenha que sofrer perdas físicas, algumas definitivas e mutilantes.

No caso do ataque de Israel contra o Hamas, muitos tem falado em desproporcionalidade, mas cabe esclarecer :

1- O Estado Soberano de Israel está respondendo, em apenas uma semana, aos 8 anos de ataques de foguetes do Hamas contra sua população civil, num desrespeito à sua soberania, fato que não seria tolerado por nenhum dos governos que criticam atualmente o Estado de Israel.

2- Para sermos justos, temos que considerar o número acumulado de baixas israelenses neste período, além dos danos morais a sua população atingida. Não podemos ignorar que crianças de 12 anos, que sofreram choque na explosão dos foguetes Qassam, urinam à noite na cama e recusam-se a ir à escola. São muitas as pessoas que necessitaram de tratamento psiquiátrico para tentar voltar ao normal.

3- Vale lembrar que Ariel Sharon retirou, em 2005, todos os 7.500 colonos que habitavam em Gaza e cerca de 20 mil soldados israelenses. Em resposta, Israel recebeu foguetes e ataques terroristas em seu território, inclusive com o seqüestro do soldado Gilad Shalit, preso há cerca de 900 dias em cativeiro.

O DNA do corpo terrorista do Hamas é o mesmo dos que atacaram as Torres Gêmeas em Manhattan, os trens em Madrid, o metrô em Londres, e mais recentemente, a cidade de Bombaim na Índia.

Assim como na quimioterapia, matam-se células sadias para alcançar as malignas.

No final, quando bem sucedido o tratamento, salva-se o mais importante de tudo : a vida da vítima. No caso de Gaza, muitas mortes deploráveis, mas para salvar o corpo e a alma de todo o povo palestino.

Reproduzido de: Notícias da Rua Judaica - edição 102 - Domingo, 04/01/2009



Nenhum comentário: